quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

"O Rambo das privatizações"


«(...)
2. Claro que ninguém trava Passos Coelho de vender a TAP. E tudo o resto. (...).
A TAP é apenas mais um capítulo da fantasia liberal apregoada por este PSD. Foi votada e, portanto, o líder segue a eito, qual Rambo das privatizações. Talvez, no entanto, a imagem mais certa seja a de um Vasco Gonçalves ao contrário. Tal como em 1974, nem ficam os "donos disto tudo", nem outros, novos, com capital nacional. Ficam os mexilhões. Pequeninos, endividados e sem nada para vender
Daniel Deusdado; "Passos, Angola e Vasco Gonçalves". Na íntegra: aqui)


8 comentários:

Abraham Studebaker disse...

Não se atreva a escrever o nome de Vasco Gonçalves e de mentirosos compulsivos no mesmo parágrafo!!! Vasco Gonçalves nacionalizou o que se sabe,e o que aconteceu? Tudo o que foi nacionalizado se manteve,cresceu,desenvolveu-se e.quando os políticos entenderam foi entregue a particulares! Particulares que nem o nome das coisas conservam,depois de as falirem!!! Comparar o general com escumalha,obtusidade córnea ou má fé cínica!

Francisco Clamote disse...

Como é óbvio, terá que fazer a recomedação ao autor do texto. A mim , pessoalmente, a referência a Vasco Gonçalves não me aquece nem me arrefece.

Majo disse...

~
~ Uma alienação que me deixa preocupada e triste...

~ ~ Sinto-me cada vez mas espoliada. ~ ~

Francisco Clamote disse...

E com razão. Majo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quando não tiverem mais nada para vender entregam o país a quem?

Majo disse...

~ Queria dizer: "mais espoliada".

~ ~ Um tarde muito agradável. ~ ~

Francisco Clamote disse...

Dava para perceber, Majo.

Francisco Clamote disse...

Dava para perceber, Majo.