segunda-feira, 26 de junho de 2017

Suicídios...

Vendo bem, suicídios até houve, embora não os inventados por João Marques (provedor da Santa Casa da Misericórdia e alegadamente candidato pelo PSD à presidência da Câmara de Pedrógão Grande) e propalados por Passos Coelho (líder do PSD). Os suicídios a que me refiro são os dos dois mencionados sujeitos que, como indivíduos, ainda mexem, mas que, como políticos, estão mesmo mortos.
Dois políticos que, em assunto de tamanha gravidade e de tão grande sensibilidade social e sem curarem de saber da sua veracidade, divulgam informação falsa sobre a existência de casos de suicídio ocorridos na sequência do incêndio de Pedrógão Grande, alegando falta de apoio do Estado, com a evidente e única finalidade de obter ganhos políticos. não são gente em que se possa confiar. E político não merecedor de confiança é  morto político. 
Não é assim ? Se não é, devia ser.

2 comentários:

Majo Dutra Rosado disse...

Anuo, horrorizada com tais mequetrefes.
Saudações estivais...
~~~~

Francisco Clamote disse...

Grato. Saudações retribuídas e votos de um Verão mais ameno.