terça-feira, 1 de abril de 2014

Homenagem do "Dia das Mentiras"

Como é óbvio, o "Dia das Mentiras" serve antes de mais para homenagear os mentirosos, a começar, naturalmente, pelo mentiroso-mor que, nesta altura, é, quanto a mim, a personagem que responde pelo nome de Pedro Passos Coelho. 
É verdade que, segundo algumas vozes, Paulo Portas merece a primazia. Concedo que Portas também é um mentiroso compulsivo, mas discordo da atribuição da primazia porque as mentiras dele, de tão habituais, já não enganam ninguém. Pelo contrário, ainda há por ai muita gente que leva a sério as mentiras de Passos Coelho. É ele, pois, quem merece a homenagem, como mentiroso-mor.
Homenagem que aqui fica

2 comentários:

Majo disse...

~
~ Boa ideia, Francisco.

~ Contráriamente ao espírito do dia das mentiras,
as falsidades do charlatão mor, não são hilariantes
e os seus embustes e imposturas só provocam mais
sofrimento, angústia e apreensão.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Paulo Portas é mais sabidola em matéria de mentiras, do que PPC. Quer mesmo que a mentira ecoe e atinja a opinião pública mais desinformada. Foi o que fez na AR, na sexta-feira, a propósito do RSI.