quinta-feira, 2 de abril de 2015

Bandalheira

"Lamento o termo mas não ocorre outro depois de ler o relatório. Ou a Comissão Nacional de Proteção de Dados bebeu de mais e está a ver a dobrar ou o Fisco trata o segredo fiscal com os pés. Milhares de pessoas acedem ao que querem, vêem o que lhes apetece e para os fins que lhes interessa. Na melhor das hipóteses, curiosidade. Na pior, comércio."(Pedro Santos Guerreiro - "Bandalheira no Fisco". Daqui)
Infelizmente, a bandalheira não é um exclusivo do Fisco. O que se tem passado à volta da contagem e recontagem de votos nas eleições regionais da Madeira indica que, se não é ainda generalizada, a bandalheira tende a alastrar a toda a Administração Pública.

2 comentários:

Majo disse...

~
~ ~ A UM PASSO DE UMA «REPÚBLICA D(E)AS BANANAS»...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Li-o quando regressei a Lisboa e também linkei. Um artigo de leitura obrigatória