sábado, 13 de junho de 2015

Branco é, galinha o põe

Noticia o Público de hoje que Miguel Prata Roque, advogado e professor de Direito Administrativo da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, afirma que a venda da TAP envolve uma situação de “controlo simulado”.
Alguma dúvida? Perante os factos conhecidos e relatados, não é necessária especial acuidade intelectual para chegar a uma tal conclusão
E, já agora, há também alguma dúvida de que este governo tem plena consciência da vigarice e a aceita, se é que não a patrocinou, com a (inexplicável) pressa em desfazer-se da TAP ao desbarato, cometendo mais um crime de lesa-pátria?
(Notícia e imagem daqui)

2 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Chicamigo

Eles julgam que mete as mãos nos olhos do povo lusitano! Desenganem-se. Esta negociata da TAP não acabou; pelo contrário, ainda nemo começou...

Abç

Pernoca Marota

Majo disse...

~~~
~ A marosca fumega...

~ Oxalá paguem pelo desplante...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~