sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Onde é que está o sucesso?

Quem olhe para os dados da pobreza, para os números do desemprego, ou para o aumento da dívida pública não pode deixar de fazer a mesma pergunta, mesmo considerando o crescimento anémico (0,1 ou 0,2%) de que o governo tem falado à exaustação, mas que não resolve, nem o problema do défice, nem contribui para a sustentabilidade da dívida.
Sucesso? Uma ova, digo eu.

2 comentários:

Majo disse...

Nunca pensei estar alguma vez de acordo com esta Manela, ou melhor, é ela que corrobora o que eu sempre tenho afirmado: o governo pretende resolver a crise, custe o que custar; o mais depressa possível, para conseguir apresentar-se nas próximas eleições como um bem sucedido...
Mas leiamos as palavras dela:
"Não consigo perceber porque é se diz que este processo é um sucesso. Por querer ser executado num tempo muito curto, só temos tido as conequências maléficas."
Manela não consegue assimilar sucesso algum. Nem nós!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Ontem, o Marcelo também apadrinhou ( ainda que veladamente) a teoria do sucesso. Uma mentira muitas vezes repetida, já se sabe no que dá...