quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

"Uma brincadeira de mau gosto"

Como se pode concluir pelos dados da OCDE constantes da notícia supra,  a economia portuguesa não  vai de vento em popa. Pelo contrário, o "barco" navega, manifestamente, em modo de marcha à ré.
Bem se poder dizer, por isso, acompanhando o escrito por Miguel Gaspar na edição de hoje do Público, que o relógio de contagem decrescente de Paulo Portas não passa de "uma brincadeira de mau gosto". Isto, no mínimo dos mínimos, porque, usando um termo um pouco mais contundente, em boa verdade,  o relógio de Portas não passa de uma palhaçada. Mais uma, dum irrevogável trampolineiro. 


3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O relógio do Portas está adiantado 15 anos, como vou demonstrar daqui a pouco no CR

Mar Arável disse...

... entretanto...

o Natal vai começar de novo
com estrelas no chão

Majo disse...

A minha avó, em situação oportuna dizia:
_Uns maluquinhos de Rilhafoles!

Pois Portugal parece um imenso antigo Hospital de Rilhafoles e estamos todos mais ou menos marados, porque os grandes doidos não nos dão tréguas. Dizem que estão tranquilos e que Portugal está a progredir com sucesso. Que a decisão do TC é-lhes indiferente.
A OCDE afirma que não estamos nada bem e um dos responsáveis da troika diz que Portugal precisa de mais 15 anos para se equilibrar, o que lhes convém muito.
Entretanto, continuam as ridículas pressões sobre o TC, numa altura que a decisão já está tomada.

NÃO HÁ PACIÊNCIA QUE CONSIGA ATURAR TANTOS ALIENADOS.

E pensar que tudo se resume a lutas de posse pelo poder representativo, ou pelo poder que o dinheiro confere.

Já há intelectuais responsáveis da atividade pedagógica a proferirem palavrões brejeiros na NET...
Um país de loucos descontrolados!