domingo, 30 de março de 2014

Sucesso alcançado!

Admira que quem, como Passos Coelho, secundado por Paulo Portas, adoptou como objectivo central da sua política levar a cabo o empobrecimento do país (ele assim o afirmou  repetidamente), não proclame, perante os dados sobre a pobreza em Portugal recentemente revelados pelo INE, ter o seu governo alcançado um rotundo sucesso. 
O espanto perante o silêncio governamental sobre a matéria justifica-se plenamente, porque não há dúvida de que, embora os números da pobreza sejam de molde a envergonhar-nos, do ponto de vista destes governantes, é mesmo de um sucesso que se trata: o objectivo proclamado foi plenamente atingido. Se isto não é um sucesso, vamos chamar sucesso a quê? À redução de umas décimas no desemprego ou ao crescimento anémico previsto para o corrente ano, depois de três anos seguidos de recessão, tantos quantos os que este governo leva de empenho na destruição do país?

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Boa malha!

Majo disse...

~
~ Falar de sucesso, com a miséria gritante que temos, a todos os níveis; é mais que escandaloso, é indecente, imoral e perverso. ~