segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Passando das palavras aos actos...

Ao pronunciar-se sobre os recentes ataques terroristas em Paris, Cavaco defendeu que para pôr termo à ameaça terrorista, a Europa terá de "dar uma resposta firme, determinada e sem contemplações aos terroristas". Coerentemente, Cavaco. não se ficando pelas palavras, passou, de imediato, à acção: ei-lo já a caminho de Raqqa, supostamente a capital do proclamado "Estado Islâmico".
Como assim, perguntará o leitor, se Cavaco, ao proferir tais palavras, estava, afinal, na ilha Madeira ?
E, respondo eu em defesa do belicoso Cavaco,  que culpa tem ele se o piloto se enganou na rota?
(Imagem e citação do Expresso)

1 comentário:

manuelpereirabarros Meira disse...


O Silva vai para a guerra,nova viagem nova corrida,leva a Maria e vai para vago-mestre,já que um acidente vagal pode perturbar-lhe a perfomance!