sábado, 8 de dezembro de 2012

Biografia de Passos Coelho em modo resumido

"O passado político de Passos Coelho nada tem de grandioso. É expeditivo, tem amigos expeditivos. Não é um bandido, não é um traficante. É esperto. Parece saber encostar-se. Usar os "direitos humanos" e a "assistência humanitária" como pretexto não é um crime, é um ato pequenino. Visto que se desinteressou do tema "humanitário" quando não conseguiu "apoios". Ele o diz. Nada disso embaraça o primeiro-ministro, evidentemente. Embaraça-nos a nós, os portugueses que ele governa."
(Clara Ferreira Alves; "Passos, O Benemérito"; in Revista do "Expresso", edição de hoje - extracto)

Ou desgoverna, preferiria eu.

2 comentários:

folha seca disse...

Meu caro
Quer dizer o não é! até parece...
Abraço
Rodrigo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Mais uma excelente crónica da Clara, que li esta manhã.
Faltou-lhe apenas dizer uma coisa: um espertalhaço e expeditivo, como PPC, que protege vigaristas como o Relvas, pode não ser corrupto no sentido lato, mas é um corrupto moral.