terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Por portas travessas

A investigação levada a efeito pelo jornalista António José Cerejo relativamente à passagem de Passos Coelho pela Tecnoforma, investigação, cujos resultados têm vindo a lume no "Público" (designadamente, aqui e aqui) ainda que não prove que Passos Coelho percorreu caminhos ínvios, revela, pelo menos, que Passos Coelho andou por portas travessas. 
E também não há dúvidas de que sabe usar de expedientes para alcançar os seus fins, contando, no caso, com a colaboração do seu amigo Relvas, o ainda ministro e, pelos vistos, seguro de pedra e cal.
Com razão diz o ditado: "diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és".

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eles são como o Butch Cassidy e o Sundance Kid. Inseparáveis e bem falantes.