terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Com salvo-conduto

Sendo o entendimento de Cavaco o acima expresso, é de supor que há diplomas legais, todos os emanados do governo com vista a reduzir os salários (e vários são os modos como tal objectivo tem vindo a ser prosseguido) que não carecem de promulgação. Pelos vistos, passam e passaram em Belém, com salvo-conduto.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Belém é um verdadeiro passador.
A propósito... já reparaste que o homem não sai de Belém? Os últimos eventos foram lá realizados. E não foi para o homem não se constipar...