domingo, 24 de fevereiro de 2013

Um "pecador" arrependido?

Houve quem beneficiasse muito com esta política e não foram os mais pobres. (…) E houve também quem ficasse prejudicado em termos relativos e quem acabasse por ver a sua situação piorar ao longo do tempo” (António Borges)

2 comentários:

Mar Arável disse...

Um tartufo

encartado

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Esse tipo tem uma lata! Bem se pode juntar ao Amorim.
Se estão a tirar o cavalinho da chuva, há mesmo razão para nos preocuparmos