quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Já nada é como soía

Com Passos, já nada é como soía: até o contribuinte se transforma em fiscal do fisco
Não direi, como o outro, que é bem feito. Em todo caso, lembro que "quem semeia ventos, colhe tempestades". 
Pena é que  os "ventoinhas" não tenham o exclusivo das tempestades.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eles estão a precisar de uma ensaboadela...