domingo, 16 de agosto de 2015

Dedicado aos profissionais da banha da cobra em acção na "festa do Pontal"

Por uma vez, sem grande risco de se tornar vezo, estou de acordo com Passos Coelho: dizem as crónicas que, na "festa do Pontal", que ontem teve lugar, o dito cujo pediu aos eleitores chamados às urnas no próximo dia 4 de Outubro, um "resultado inequívoco".
Secundo o pedido: este governo destroçou o país, lançando milhares no desemprego, na pobreza e na miséria e empurrando centenas de milhares de portugueses para a emigração. Consequentemente, não só espero, como desejo, que os partidos que integram o actual governo, agora coligados na PàF (!), sofram nas urnas uma derrota sem margem para dúvidas. Ou inequívoca, se preferirem.
Todo o resultado que represente menos que uma derrota estrondosa nas próximas eleições legislativas significará também, inequivocamente, que, em Portugal, os vendedores de banha da cobra (papel que Passos e Portas desempenharam na perfeição na "festa do Pontal"), têm todas as condições para alcançarem sucesso.
Infelizmente, face aos antecedentes, é uma possibilidade que não pode ser levianamente descartada, muito por culpa dos partidos alinhados à esquerda do espectro partidário a quem se pede que, em vez de se digladiarem entre si, se concentrem na luta contra a direita radical que tomou conta do destino do país, em meados de 2011. Já, nessa altura, alguma esquerda teve culpas no cartório. Lamentavelmente, pelo que tenho visto e ouvido, ultimamente, essa esquerda parece que não aprendeu nada com a dolorosa experiência.
(imagem e citação: daqui)

2 comentários:

Majo disse...

~~~
~ Concordo inteiramente consigo.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

~ A esquerda continua na sua posição obstinada,
completamente fora de moda, recusando consensos
com o PS e atacando A.Costa, favorecendo assim
a direita...

~ Esquecem que os portugueses são mansos,
mas não parvos...
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Chicamigo

Uma vez mais estou contigo a 345%.

No entanto discordo da Majo: os portugueses são mansos, adoram ser espezinhados, gostam de agachar-se; por isso são parvos. Deviam lembrar-se dos tempos do FMA (se calhar muitos já nem sabem o que foi isso e o que representou essa sigla: a Liberdade e a Democracia) O voto é a arma do Povo!. Não votem e depus venham dizer que não foram avisados ou não quiseram sê-lo...

Se assim for (lagarto, lagarto, lagarto!!!!) eles voltam a lixar-nos!!!

Abç do Leãozão Homem prevenido vale por dois, mas só vota ele...