sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Um governo cobarde

Um governo que, para anunciar os seus propósitos quanto à privatização (?) da RTP, recorre a um "consultor" como António Borges (pelos vistos, pau para toda a obra) não pode deixar de ser considerado um governo de cobardes, a começar no primeiro-ministro e a acabar no (escandalosamente ainda ministro) "licenciado" Relvas. 

4 comentários:

Luis Moreira disse...

Francisco, isto é uma táctica. lança-se o isco para ver qual é a reacção...são mais uns milhões que vão entrar no orçamento para equilibrar as contas nacionais que alguem furou. Um abraço amigo.

Francisco Clamote disse...

Não sei, Luís, onde é que o meu amigo foi descobrir os "milhões que vão entrar". Tudo o que eu vejo é que, para este governo, o compadrio é o que está a dar.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Faz parte de uma estratégia do governo, tentar desviar as atenções da opinião pública dos seus erros, criando factos que são apresentados como gaffes.
Marcelo RS está por detrás de tudo isto acredite, Francisco.

Isa GT disse...

O Luis chama isco, eu chamo de atirar o barro à parede a ver se pega... resumindo e concluindo... uma trafulhice a que os portugueses já deviam estar imunes mas não estão...