quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Dinossauro voador

O Tribunal Constitucional, no recurso interposto, pelo mandatário eleitoral das listas do Bloco de Esquerda da decisão do 1.º Juízo Cível dos Juízos Cíveis do Porto que julgou elegível Luís Filipe Menezes Lopes, como “primeiro candidato da lista à Câmara Municipal do Porto apresentada pela coligação eleitoral «PORTO FORTE», constituída pelo PPD/PSD.PPM.MPT”. decidiu, pela pena do Conselheiro Pedro Machete, com o voto conforme de seis conselheiros e um de vencido da Conselheira Maria João Antunes, "negar provimento ao recurso e, em consequência, confirmar a decisão recorrida, julgando elegível o primeiro candidato da lista de candidatos à Câmara Municipal do Porto apresentada pela coligação eleitoral «PORTO FORTE», constituída pelos partidos PPD/PSD.PPM.MPT, Luís Filipe Menezes Lopes.", dando assim "luz verde aos candidatos autárquicos com três mandatos".
Decidiu está decidido, embora pessoalmente não esteja muito convencido da bondade de decisão, pois mais depressa e mais facilmente aderiria à argumentação aduzida pela Conselheira vencida.
No entanto, compreendo a decisão. De facto, os juizes/as conselheiros/as podem não ser especialistas em paleontologia, mas devem saber, tal como eu, que também não sou perito na matéria, que os dinossauros não eram (são) apenas terrestres. Também os havia (há) que são voadores. Na dúvida sobre como classificar o dinossauro Luís Filipe Menezes, acabaram, quem sabe se por uma questão de mera prudência, por o enquadrar na categoria dos voadores, dando-lhe a possibilidade de atravessar o Douro, voando de Gaia para o Porto.
Falta saber se tem asas para chegar à outra margem. Cabe agora aos eleitores a última palavra. Por mim,  sabendo o que sei dele (e não será da missa a metade) Menezes não chegava sequer a levantar voo. 

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu por acaso concordo com a decisão do TC, Francisco. Haverá outras, mas a principal está no último parágrafo do teu post" Compete aos eleitores decidir"
Eu sei que tu sabes, como eu, que não se pode confiar num povo que elege vigaristas como o Isaltino, com o argumento de que ele rouba, mas faz... Mas é o povo que temos e, mesmo numa democracia faz de conta como a nossa, é a ele que compete decidir se quer ou não que o candidato X seja reeleito.
Claro que os partidos deviam ter vergonha quando criam dinossauros, mas isso é uma outra história
Abraço e obrigado pelos parabéns.
Até breve