domingo, 25 de janeiro de 2015

Ainda ministra!


«Faz, a 4 de fevereiro, dois anos que João Miguel Barros se demitiu de Chefe de Gabinete de Paula Teixeira da Cruz. E desde então, está dito e confirmado pelo próprio que, antes de se demitir, avisou da inabilidade do Citius para responder à reforma judiciária. Terá sido, aliás, por isso, que resolveu cessar funções. 
(...)
Pois a Ministra da Justiça, confrontada com o fracasso do Citius e a paragem/desordem que provocou, 44 dias a fio, justifica-se, dizendo "Não sou informática". Ora isso nós já sabíamos. O que agora confirmamos é que Paula Teixeira da Cruz, depois da indecorosa participação crime contra funcionários do Citius – aliás, arquivada em tempo, também ele, indecoroso – e da demissão dos dirigentes do IGFEJ, se não serve para informática, muito menos para Ministra.»
(Magalhães e Silva; "Ainda a ministra". Na íntegra: aqui)

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Se tivesse um pingo de vergonha na cara tina-se demitido há muito tempo.

Graça Sampaio disse...

Não têm vergonha nenhuma na cara! Veja-se o (C)rato. Veja-se o fulano da Saúde! Veja-se o Irrevogável e o Coelho Pinóquio!