quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Trata-te, João Miguel!

A gente já desconfiava, mas, depois de  o próprio se ter dado ao trabalho de o confirmar, deixou de haver dúvidas: João Miguel Tavares sofre de "obsessão com Sócrates".
O rapaz dá-se a tal trabalho para se justificar, mas perde o seu tempo. Na verdade, não há, lendo a fundamentação que apresenta, qualquer explicação racional para a confessada obsessão, pelo que não há modo de fugir à conclusão de que se está mesmo perante um caso de doença.
Diz o Tavares que a obsessão nasceu "com o acumular de casos, casinhos e casinhas" e, de facto, tirando os casos que já foram judicialmente escrutinados e decididos em sentido contrário às suas pretensões, só fala mesmo de casinhos e casinhas. Corrijo-me: também, invoca as "gravíssimas revelações" do Correio da Manha. Não sei que revelações serão essas, porque não sou leitor do pasquim em causa, mas se o obsessivo cronista se entretém a refocilar em tal lixeira, não me admira nada que tenha chegado ao estado em que está. 
Fica o conselho: Trata-te, pá!

2 comentários:

Majo disse...

.
~ Já tive mostras de como o correio eletrónico fomenta esta
paranóia socrática.

~ Estiveram muito ativos na última campanha e recomeçaram,
numa tragico-cómica supervalorização de José Sócrates.

~ ~ ~ A cicuta da atualidade. ~ ~ ~
~ ~

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Sempre o vi como um pequeno idiota.