terça-feira, 21 de maio de 2013

"O idiota da aldeia"

Discutir o futuro, mais que incerto, e não curar do presente é pura inutilidade.  Ao convocar a reunião  do Conselho de Estado, para se pronunciar sobre o pós-troika, quando o mais certo é não haver pós-troika tão cedo, Cavaco só pode ter tido como intenção desviar a atenção das dificuldades que o país atravessa, em boa medida, da sua própria responsabilidade e para as quais, está visto, ele não tem solução.
Se Cavaco, com esta iniciativa, quis enganar alguém, o enganado só pode ter sido o próprio. Fora os seus acólitos, nele, já ninguém acredita. Como escreve, hoje, no "Público", o José Vítor Malheiros: " O que é espantoso é que parece ter-se instalado o consenso sobre Cavaco Silva: todos o tratam como tratariam o idiota da aldeia(...)".

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Cavaco estava a precisar de miminhos! Foi por isso que convocou o CE

Capitolina disse...

Ai que se não podem dizer coisas feias do Senhor Presidente da nossa República! Ai, ai que o Francisco vai preso!