quarta-feira, 13 de maio de 2015

Faz que anda, mas não anda (2)

Se o governo de Passos & Portas, patrocinado por Cavaco, é caranguejo, os partidos (PSD/CDS) que o sustentam na AR, não lhe ficam atrás: "O PSD - acompanhado do CDS-PP – recuou e decidiu retirar o requerimento para que a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) do Parlamento analisasse o cenário macro-económico do PS." 
Neste caso, ainda bem que a maioria existente na AR teve um sobressalto de lucidez e fez marcha atrás. De facto, a iniciativa do PSD, logo subscrita pelo CDS, que, se não teve origem no bestunto do inenarrável Marco António Costa (na imagem), foi, pelo menos, por ele anunciada com ares de quem acabava de descobrir a pólvora, ultrapassava largamente os limites da estupidez.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não foi lucidez, Francisco. Foi miúfa,por causa dos ataques que figuras gradas do PSD fizeram.