quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Quanto não vale o Serviço Nacional de Saúde ?

O caso do bebé prematuro no Dubai (uma semana de vida, 50 mil euros para pagar) em boa hora e muito oportunamente aqui lembrado pelo Tiago Barbosa Ribeiro, se faz apelo à generosidade de todos, não pode também deixar de suscitar uma reflexão sobre o nosso Serviço Nacional de Saúde (SNS). Quantos de nós já fizemos a pergunta em título? Se calhar, poucos. É bom, no entanto, que a façamos, porque, perante exemplos como o citado, a verdade é que nem sequer conseguimos imaginar o quanto perderíamos se, um dia, o SNS desaparecesse destruído às mãos de um qualquer defensor do Estado mínimo. E eles, chamem-se como se chamarem, andam por aí.
Fica a pergunta. Não é preciso resposta. Basta pensar. Nela.


2 comentários:

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Chicamigo

Boa malha, pá!

Abç

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Penso muitas vezes nisso, Francisco.
A tua pergunta é muito oportuna.