quarta-feira, 7 de maio de 2014

O "facilitador", afinal, era o outro

Relvas tinha a fama de ser o "facilitador" dos negócios e, porventura, daí tiraria algum proveito próprio, mas, afinal, era "o Pedro [quem] abria as portas todas". Pelo menos é o que afirma o ex-dono da Tecnoforma.
Por falar na Tecnoforma, vem mesmo a talhe de foice perguntar em que pé está a investigação sobre a utilização pela dita Tecnoforma de fundos comunitários em projectos de formação profissional. É assim tão difícil a investigação?
Acredito, até pelo que vejo, que a pressa, seja lá de quem for (da PJ ou do MP?) não é nenhuma, mas a verdade é que há muita gente cheia de curiosidade. E não convém nada ao primeiro-ministro que sobre ele impendam dúvidas sobre a sua honorabilidade na utilização de fundos públicos. Acho eu. 

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eles formam um duoinseparável. Como o velho Duo Dinâmico :-)

Majo disse...

~
~ Muito se aproveitaram dos dinheiros comunitários!
~ Em todas as áreas e em todos os níveis.
~ Na agricultura, as fraudes eram bem evidentes.

Francisco Clamote disse...

Sem dúvida que sim, Majo. E, pelos vistos, por tanta fraude, ninguém responde.