segunda-feira, 19 de maio de 2014

O que fazem as más companhias!

Eu até que tinha alguma consideração, para não dizer simpatia, pelo senhor Juncker, agora apresentado como candidato do Partido Popular Europeu à Comissão Europeia. O homem, embora conservador, parecia um indivíduo equilibrado, supostamente culto e aparentemente cordato. 
Eis que, de um momento para o outro, passa-lhe pela cabeça vir dar uma "forcinha" aos seus amigos da Aliança [contra] Portugal, e a partir daí assistiu-se a um desenrolar ininterrupto de asneiras. E das grossas. Contágio de Paulo Ranger e de Nulo Melo? 
Sim, com grande probabilidade. Daí que o senhor Juncher se alguma lição tem a tirar desta sua excursão,  é a de que deve evitar a todo o custo as más companhias.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu tinha avisado lá no CR, Francisco!

Majo disse...

~
~ O que Juncker veio fazer, foi arranjar votos para si, já que
pelo Tratado de Lisboa, só pode ser eleito se o partido da
direita, o PPE, vencer as eleições.

~ Impudentes alianças e insolentes jogos de poder!

~ Convinha que Assis explicasse isto aos portugueses...