quarta-feira, 27 de março de 2013

Não lembrava ao diabo...

...mas, pelos vistos, lembrou ao CDS, requerer a audição, na comissão parlamentar de Ética, Cidadania e Comunicação, do director de informação da RTP sobre a anunciada  contratação (pro bono) de José Sócrates como comentador político da RTP, o que prova que ainda há quem não saiba, mais de três décadas após o 25 de Abril, que está consagrada constitucionalmente a independência dos meios de comunicação social do Estado face ao poder político.
Lamente-se e, por uma vez, saúde-se o comportamento do PSD que, neste passo, não acompanhou a iniciativa do seu parceiro de coligação, fazendo jus aos seus (muito) antigos pergaminhos, em perfeito contraste, aliás, com a  atitude do PCP e do BE que, na votação do requerimento do CDS se colocaram ao lado deste partido, facto que se estranha e não menos se lamenta.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

A Santa Aliança quase voltava a funcionar em pleno, não fosse o caso de o PSD se por de fora mas, discordo quando dizes que a atitude é de louvar. Em minha opinião, a posição do PSD confirma aquilo que escrevi logo que foi conhecido o regresso de Sócrates à ribalta. Aqui andou mãozinha de Relvas e o PSD assobia para o ar,para ver se ninguém nota.
Abraço e boa Páscoa