sexta-feira, 8 de março de 2013

O povo é quem mais ordena?

É claro que, como disse Cavaco, na sua última aparição pública, a propósito das manifestações de 2 de Março, as vozes que se fizerem ouvir não podem deixar de ser escutadas”.  Tão verdade que não passa dum truísmo. 
No entanto, como Cavaco ainda não demitiu o governo, nem consta que o presidente que se limita a estar tenha renunciado, é porque não ouviu as exigências gritadas bem alto pelos manifestantes. Tal significa que  ou Cavaco é surdo, ou usa uns bons tampões nas orelhas, ou o som entra-lhe por um ouvido e limita-se a sair pelo outro.
Há ainda uma quarta hipótese que não só não é de afastar, como é, talvez, a mais provável: para Cavaco não é o povo quem mais ordena, como diz a canção. Falam, pelos vistos, mais alto os seus humores e conveniências pessoais. Alguém ainda tem dúvidas?

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O artigo da FC hoje no DN acerta na mouche.