sábado, 27 de abril de 2013

Profissão: coveiros

Só uma mente tão "brilhante" quanto a do ministro Álvaro é que estaria à altura de conceber e impor à administração da Caixa Geral de Depósitos uma estratégia comercial que passa pela concessão de crédito  "custe o que custar", seguindo, também neste particular, o figurino que é imagem de marca do governo de Passos, Gaspar & Portas desde que assumiu funções.
Isto afirmo eu, porque é mais que evidente que uma tal orientação só pode ter como resultado a abertura de mais um "buraco", este do tamanho de mais uns quantos milhares de milhões de euros, provavelmente, tantos quantos os que vierem a ser emprestados sob pressão. 
Verdade seja dita que a estratégia do Álvaro faz sentido se considerarmos que os actuais governantes são  peritos a escavar. Tão bons coveiros eles têm sido que, se não era esta a profissão de origem, pela competência demonstrada no cavar e no escavacar, disfarçam mesmo muito bem.

2 comentários:

O Puma disse...

é urgente falar por gestos

menvp disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.