terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Pela calada

Depois de um relatório encomendado, pela calada, pelo governo, elaborado, também pela calada, por técnicos do FMI, temos agora uma conferência sobre a reforma do Estado, organizada por iniciativa da espécie de primeiro-ministro que nos coube em desgraça, igualmente pela calada.
Não é desta forma (pela calada) que actua a ladroagem?

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pela calada e com direito a mordaça.
Onde andará a malta que há dois anos defendia acerrimamente a liberdade de expressão? Ah, é verdade... devem estar no gabinete do Relvas, na AR e por aí...