quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Sacrifícios sem proveito

"Mesmo os países bons alunos em matéria de austeridade, como Portugal e Irlanda, que fizeram tudo os que lhes foi exigido, continuam a enfrentar custos de financiamento exorbitantes. E porquê? Porque os cortes na despesa deprimiram profundamente as suas economias, enfraquecendo as bases de tributação a um tal ponto que o rácio da dívida em relação ao produto [PIB], o indicador standard para medir o progresso orçamental, está a piorar em vez de melhorar."
Paul Krugman; Pain Widhout Gain (Extracto. O original, em inglês, na íntegra, aqui)

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Só estes ceguinhos é que não vêem o óbvio.