sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Declarações de guerra

Em menos duma semana, Passos Coelho fez duas declarações de guerra contra o povo em geral, e contra os trabalhadores, os reformados  e pensionistas, em especial, a última das quais, ontem, durante a entrevista dada à RTP. Como nem os avisos dos seus companheiros de partido, nem os alertas dos empresários e dos patrões (seus supostos amigos) o demoveram, Passos Coelho deve estar ansioso pelo início da batalha.
Espera-se que o povo não o desiluda. Comigo pode contar: vou a todas.

3 comentários:

nascimento ribeiro disse...

Também pode contar comigo Francisco.

Francisco Clamote disse...

Não duvido, meu caro amigo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu também...