quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Burro novo também não aprende línguas

Diz o provérbio que "burro velho não aprende línguas". Ouvindo a entrevista do primeiro-ministro, chego à conclusão de que burro novo também não. Nem línguas, nem coisa nenhuma.
E se "errar é humano e persistir no erro é burrice", é evidente que Passos Coelho é burro, pois demonstrou, ex abundante, durante a entrevista que, apesar de a política por ele seguida, durante o ano e meio que leva de governação, ter redundado num falhanço em toda a linha, em vez de inverter o rumo, persiste nas mesmas políticas que estão destruir o país e a condenar a sua gente à pobreza e à miséria.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Faz parte da estratégia, como explicou JGF na SIC.
Não sei se será burro, ou demasiado esperto, sei que é um ditador em potência e todo o cuidado é pouco.