terça-feira, 13 de novembro de 2012

PSP, significa o quê?

Polícia de Segurança Pública, ou Polícia de Segurança de Políticos?
A interrogação justifica-se, porque, ontem, havia agentes policiais, às dezenas e centenas, quer nos percursos por onde transitaram a comitiva da senhora Merkel e os membros do actual governo, quer nos locais para onde tais personalidades se dirigiam. Factos que, aliás, vêm na sequência do reforço das medidas de segurança em torno dos membros do actual governo. No comum dos dias, porém, a  polícia não é vista pela generalidade da população a cujo serviço devia estar. 
A sigla permanece a mesma mas, ao que parece, as funções mudaram. De Segurança Pública ao serviço da comunidade, a PSP está,  à medida que a crise alastra, a transformar-se numa simples guarda às ordens e ao serviço deste governo que, rejeitado pela população, se arrisca, por sua vez, a ficar refém das forças policiais. O reforço de verbas para as forças de segurança previsto no Orçamento do Estado não será já, dessa realidade, um sinal?

(imagem daqui)

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

PPC já privatizou a PSP, fazendo reverter os efectivos a favor do Estado. Vergonhoso!

Evarsto Ferreira disse...

Tem toda a razão. A mobilização de centenas de polícias para prestar segurança a este Governo, não faz sentido, porque representa um "regabofe" despesista. Isto num tempo em que ao povo são exigidos enormes sacrifícios, cortes nos subsídios e pensões, nos ordenados, e se aumenta as taxas de IRS. Este Governo está com medo de enfrentar o povo.