sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Por maus caminhos

Não faltam os alertas chamando a atenção do actual (des)governo de que anda a trilhar maus caminhos. Hoje, a comunicação social dá conta de mais alguns de que aqui se deixa registo:
Se as exportações, o único "motor" da economia que ainda permitia ao governo alimentar alguma esperança, começou já a falhar e se os demais alertas partem dos próprios membros da troika, seria de elementar bom senso que o governo os tivesse em devida conta e arrepiasse caminho. Não é, no entanto, previsível, nem expectável, que tal venha a acontecer. Para a Comissão Liquidatária constituída por Passos, Gaspar, Portas & Cª, os caminhos até agora seguidos não são maus. Pelo contrário, são bons. Não conduzem eles o país ao almejado empobrecimento?

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Nos próximos dias os comentadores - e provavelmente alguns membros do governo- vão dizer que a culpa da queda das exportações é da greve dos estivadores.

Carlos M. Silva disse...

Olá
Atenção às virgulas!
Sei que é apenas uma mera vírgula mas de vírgulas já estará o país (e o direito, que foi o local terá nascido com todo o seu potencial).
Não altera o sentido descendente mas altera a magnitude pois se tivesse descido 65% significava que o país teria quase encerrado as fronteiras!
Se encerrou não me informaram!!!
Cumprimentos
Carlos M. Silva

NOTA: sei que são erros (evito escrever a palavra lapso)mas por exemplo há erros repetidos que chateiam; por exemplo quantas vezes, na rádio ou na televisão o jornalista, certamente apressado para um concerto!!! diz (disse) X milhões de euros em vez de X mil milhões; vezes incontáveis que detecto, não uma ou duas, o que só me permite concluir que não têm noção alguma do que dizem!

Francisco Clamote disse...

Tem toda a razão, Carlos M. Silva.
Se errar é humano, corrigir é uma obrigação. É o que vou fazer. Obrigado pela chamada de atenção. Cumprimentos.