terça-feira, 4 de setembro de 2012

Arte urbana (de encomenda)

(Covilhã)
Encomenda de quem? A resposta é mais difícil do que o suposto. Diria eu.
(Clicando, amplia)

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Esta ainda é melhor do que a anterior, Francisco.
Já não vou à Covilhã há uns dois anitos ( ou melhor... dormi lá há pouco tempo, mas já estava escuro e não deu para fazer estas descobertas. Da próxima vez vou estar mais atento...)