quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Os europarvos

A experiência decorrente dos sacrifícios suportados pelos portugueses desde que o actual (des)governo entrou em funções desmente cabalmente a tese dos eurocratas de Bruxelas, que, pelos vistos, nem sequer querem saber de estudos que demonstram precisamente o contrário.
Está visto que, nem a teoria, nem a experiência, demovem os europarvos e, cela va sans dire, os lusoparvos.
O povo que aguente, dizem uns e outros. Até um dia!