terça-feira, 2 de outubro de 2012

Andaram a chamar "gorduras" à gente

As "gorduras" do Estado que os farsantes prometiam cortar, afinal, são pessoas. Por certo, muitas delas distraídas!

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Há uma coisa que eu ainda não consegui perceber, Francisco. Esta malta quando está no governo também é funcionária pública, por isso não seria normal que também lhes reduzissem os vencimentos?

Francisco Clamote disse...

Não sei, Carlos, se terão o estatuto de funcionários públicos, mas suponho que não.

Carlos M. Silva disse...

Sem certezas por que não perdi tempo(!) a ler,creio que tanto deputados (por que eleitos) como governantes têm estatutos próprios,e portanto não lhes é aplicável, tal e qual.E mesmo quando os deputados dão uma 'perninha' (a maioria, quase todos! e isso não espanta ninguém?)e é só mesmo isso que dão,dando uma 'aulita' numa qualquer universidade,estão certamente como convidados ou noutro estatuto;daí que percebamos o que decidem!
Julgo que só mesmo quando for legalmente impedido,após ter sido governante,de voltar ao lugar que tinha,sob qualquer forma ou a que título,é que esta casta aprenderá,se com inteligência para tal,o que duvido.E a casta não tem bandeira partidária,é bom que se note!É transversal a pelo menos 3 deles!
Exemplo: o srº Gaspar veio de algum(uns) lugar(es) certamente (é só ver a biografia) e para lá voltará,sem qualquer problema.É esse um dos problemas deste país de 'professores de perninhas'.
Cumprimentos
Carlos M. Silva