sexta-feira, 4 de maio de 2012

Importa-se de repetir?

"O modelo de crescimento assente em baixos salários e dívida insustentável não é um modelo de crescimento, é um modelo de empobrecimento." 
Tanta "lata" não está ao alcance de qualquer um. Só de alguém, como Passos/Coelho, que é capaz, simultaneamente, de promover e seguir uma política de empobrecimento e de baixos salários e de defender, em palavras,  precisamente, o contrário.
A minha única dúvida, no caso, é saber quem terá usado da palavra: o Passos ou o Coelho? 
Pergunto, porque gostaria de saber a qual deles é que planto esta notícia, à frente dos olhos: Portugal foi o país que mais cortou nos salários do Estado em 2011, tendo a redução da massa salarial superado a meta inicial negociada com a troika e, em 2012, Portugal volta a ser o que mais corta.
Um deles anda a gozar connosco. Se calhar, os dois.

3 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

desconfio que o homem se mete nos copos, Francisco. Vou fazer link.
Abraço

folha seca disse...

Caro Francisco Clamote
Ia para escrever qualquer coisa, mas o comentário do CBO estragou-me o raciocínio. Pronto está explicado!
Abraço
Rodrigo

Isa GT disse...

Deduzo que o homem tem um QI... de coelho

Bjos