segunda-feira, 21 de maio de 2012

O "optimismo" está de regresso

Quem o afirma é o novo órgão independente de acompanhamento do processo orçamental que dá pelo nome de Conselho de Finanças Públicas (CFP), presidido por Teodora Cardoso.
Infelizmente, trata-se dum "optimismo" acompanhado do qualificativo "excessivo", pois, no dizer do CFP,  não só afecta as previsões macroeconómicas do Governo como também "se reflete (...) nas expetativas quanto à evolução da dívida pública".
Tem, pois, um senão este optimismo:  afecta e, sobretudo, infecta.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

O relatório arrasa também noutras coisas. Não percebo a razão de os jornais só falarem desse aspecto. Só terão lido o press release?
Abraço

Francisco Clamote disse...

Tens toda a razão, Carlos. O relatório está a sair, mas só às pinguinhas.