quinta-feira, 25 de julho de 2013

De esperanças

Lendo o que por aqui e ali se vai escrevendo até parece que o governo de Portas/Passos (ou vice-versa) é, à 7ª remodelação, outro governo com uma nova política.
Sejam quais forem as qualidades dos novos ministros, e eu não estou tão seguro assim das que por aí lhes vão sendo atribuídas, em particular no caso de Rui Machete (de quem não se espera outra coisa que não seja o retorno à "diplomacia do croquete"), a matriz do governo não mudou, nem a política de submissão à austeridade da troika. Tudo indica, pois, que as esperanças alimentadas por alguma comunicação social são falsas.
De verdadeiras esperanças só se pode falar no caso da ministra Assunção Cristas. Ela sim, "está de esperanças". Que em boa hora as suas "esperanças" se concretizem, são os meus votos.

1 comentário:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Estou a ouvir o Capucho na TVI 24. Acaba de arrasar o Machete, embora frise que é muito amigo dele.
Que faria se fosse inimigo...