quarta-feira, 31 de julho de 2013

Morte por doença súbita, ou na sequência de doença prolongada?

"Por razões diferentes, Maria Luís Albuquerque será o novo Miguel Relvas de Passos. Uma bomba relógio ambulante, paralisada pela percepção pública das suas falhas de carácter. Se Passos a demite, um mês depois de a nomear e de com isso ter causado a maior crise política deste governo, morre de doença súbita. Se a mantem, morre de doença prolongada. É o destino de políticos impreparados que escolhem ministros em função das suas proximidades pessoais."
(Daniel Oliveira; "Albuquerque, o novo Relvas". Na íntegra: aqui)

2 comentários:

jose neves disse...

Claro que não vou ler o tolerado do a soldo do tio balsemão mas faço a seguinte pergunta?
O tolerado do compara mla com relvas ou com Sócrates?
Se realmente a compara com relvas e não com Sócrates então estará a fazer progressos políticos importantes.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não concordo com o DO. O novo Relvas é o Maduro. A Marilú é um Gaspar de Linha Branca