sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Na mesma onda


"(...)
Acha o actual Governo que "para aumentar a produtividade", isto é, os lucros das empresas, e a acrescer ao "banco de horas" e à redução das férias e tempos de descanso, os portugueses devem ainda trabalhar gratuitamente mais quatro dias por ano e, vai daí, quer cortar quatro desses feriados.
Pela sua parte, dá uma tesourada na memória colectiva (na quê...?) e elimina os que evocam a implantação da República e a Restauração da Independência em 1640; e a Igreja Católica que elimine dois dos "seus", de modo a, diz o inenarrável ministro Álvaro, "haver simetria" (uma "simetria" de 3 feriados laicos para 5 católicos...).
Depois de ter imposto ao país um presente de miséria, prisioneiro do ciclo vicioso austeridade-recessão-mais austeridade-mais recessão, comprometendo o futuro colectivo, faltava ao Governo roubar-nos também o passado. Agora nem isso falta."
(Manuel António Pina, Nem o passado lhes escapa; in JN. Na íntegra, aqui.)

4 comentários:

pling a lot disse...

roubar-nos o passado?
vamos ser Enver hoxistas ou estalinistas?
é que se vamos ter todos a memória de sô ares que reescreve a história cada vez que fala

e curiosamente em 1985 a história tinha menos pormenores...

o 1º de Dezembro não era um feriado monárquico?

em Loures o 4 de Outubro comemora-se porquê?

e o 31 de janeiro

como disse Teresa lopes 60 anos e doméstica

como querem que os putos saibam o que representa o 5 de Outubro ou o 1º de Dezembro se nesses dias não vão à escola

é uma falsa questão
não se deixa de comemorar por não ser feriado...há muita gente com hortinhas e ovelhas e afins que trabaLha nos feriados

Teresa Lopes 60 anos -Faro disse...

como querem que os putos saibam o que representa o 5 de Outubro ou o 1º de Dezembro se nesses dias não vão à escola

é uma falsa questão
não se deixa de comemorar por não ser feriado...há muita gente com hortinhas e ovelhas e afins que trabaLha nos feriados

ainda ontem tavam dois disse...

a tentar roubar-me o passado..
mas depois desistiram
o passado era pesado

emViasdeSerDemocrataDeFactum disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.